sábado, 26 de dezembro de 2015

Planeta X finalmente?

















Aqui está a prova que, como eu sempre dizia, o Planeta X (também conhecido por Nibiru, Hércolubus) não estava perto do nosso sol. Na internet surgem muitas fotos de um segundo sol, e eu sempre escrevi no meu blog que essas fotos eram simples reflexos do sol na lente das cameras ou nas janelas.

René Liseau e os seus colegas das universidades Chalmers (Suécia) e do Instituto Nacional de Astrofísica (México), usaram dados do telescópio ALMA, no Chile, para encontrar um objecto perto da estrela Alfa Centauro.

"Nós excluímos que a fonte seja um membro sub-estelar do sistema Alfa Centauro, mas argumentamos que ele seja ou um objecto transNeptuniano extremo, ou uma super-Terra ou uma anã castanha muito fria na zona externa do Sistema Solar," disse a equipa.

Pode muito bem tratar-se do tal Planeta X, pois as descrições apontavam que ele fosse uma anã castanha e estivesse perto de Neptuno, aliás afectando a sua órbita.

Assim, o planeta X é real, tendo em conta estas evidências, mas ainda está LONGE do nosso Sol.
Mas eu aposto que daqui a uns meses a NASA surge com uma teoria qualquer para afirmar que não é o planeta X.
E reparem noutra coisa, as imagens são de Maio de 2015, mas só agora em Dezembro (sete meses depois) eles revelaram estes dados.


Gna:

Wouter Vlemmings e colegas das universidades de Chalmers e Uppsala (Suécia) também usaram dados do ALMA para encontrar um outro objecto próximo à constelação da Águia.

Eles afirmam que pode ser uma "fonte contínua desconhecida de luz, ou uma única fonte de luz movendo-se rapidamente", mas concluem que a explicação mais provável é que seja um único objecto muito veloz.

Por isso a equipa baptizou o corpo celeste de Gna, em homenagem a um deus nórdico conhecido pela sua velocidade.


0 comentários:

Enviar um comentário